Print

Filadélfia ou Laodicéia? Qual igreja você é?

A geração final é única. É a pior de todas. Todo aquele que se arrepende receberá uma recompensa muito maior do que a oferecida a qualquer um que tenha existido antes. Para receber esta recompensa, é necessário que os Laodicenses arrependidos ingressem na igreja do Amor Fraternal.

sarcasmoMinha mãe ficou horrorizada. Não foi assim que ela criou seus filhos para falar com os outros!

Eu tinha 15 anos e estava de licença do internato. Minha colega de quarto veio comigo e minha mãe percebeu que sua filha havia desenvolvido uma nova habilidade verbal: o sarcasmo.

Agora, em algumas culturas – como a Grã-Bretanha – o sarcasmo é visto como uma forma de humor. É uma maneira de aguçar mentalmente sua inteligência às custas de outro. Ha! Ha! Ha! Muito divertido, meu velho. E tudo isso.

Nos Estados Unidos, no entanto, o sarcasmo é considerado simplesmente rude, se não completamente maldoso. O sarcasmo, afinal, é “uma expressão aguda e muitas vezes satírica ou irônica destinada a cortar ou causar dor.”1 Certamente não é algo que qualquer mãe Americana deseja ouvir dos lábios de uma criança bem-criada.

Puxando-me para um lado onde ela pudesse protestar em particular, Mamãe me corrigiu o mais gentilmente possível, dizendo, “Às vezes, todos nós caímos em hábitos de comportamento sem nem perceber, até que alguém o aponte. Tenho certeza de que você não está querendo ser rude, mas você adquiriu o hábito de falar com seu colega de quarto de forma muito sarcástica. Isso não é algo que você vai querer continuar ou isso vai separar vocês dois por mágoa.”

Agora foi a minha vez de ficar horrorizada. Até minha mãe apontar isso, eu não tinha percebido como minha “esperteza” (às custas do meu colega de quarto) poderia causar dor. Eu imediatamente parei de falar dessa forma, pois não era o tipo de pessoa que eu queria ser.

Ninguém gosta de ser criticado. Não nos sentimos “bem” ao sermos criticados, mesmo que a crítica seja “construtiva” ou inteiramente justificada. No entanto, às vezes a mensagem é simplesmente importante demais para ser retida por medo de ferir os sentimentos de alguém. Às vezes, as palavras só precisam ser ditas porque o resultado, se não se falar, é simplesmente desastroso demais.

Esta é a situação com as mensagens de Yahushua às sete igrejas em Apocalipse 2-3.

Disciplinado ... porque Eu te amo.

Mapa mostrando 7 Igrejas de Apocalipse

As mensagens às sete igrejas forneceram encorajamento, instrução e aviso aos Cristãos para o fim do tempo.

http://www.bible-history.com/maps/Map-7-Churches-of-Revelation-Asia.jpg 

O livro do Apocalipse abre com mensagens para sete igrejas literais que se sabe terem existido na Ásia Menor. Estas eram mensagens destinadas a encorajar, abençoar e advertir os primeiros Cristãos. Além disso, os estudiosos da Bíblia vincularam as mensagens a várias épocas da era Cristã. A maioria das mensagens contém elogios pela fidelidade, bem como advertências e instruções para áreas nas quais eles precisavam ser mais cuidadosos.

As mensagens para Filadélfia (a sexta igreja) e Laodicéia (a sétima igreja) são as mais importantes para os Cristãos hoje porque elas são as mensagens destinadas à geração final. Elas também são incomuns porque a Filadélfia não recebeu correções ou advertências. Sua fidelidade brilhante recebeu apenas elogios. Em contraste, Laodicéia não recebeu nenhum elogio. Sua condição espiritual era tão deplorável, que apenas a denúncia mais direta foi feita em uma tentativa desesperada de despertá-los para a calamidade de sua situação e o perigo que os aguardava se não se arrependessem.

Ninguém gosta de ser criticado. Mas mesmo o pai mais gentil e de fala mansa gritará um aviso quando seu filho estiver em perigo iminente. Isso é o que a mensagem para Laodicéia é. É um grito desesperado e angustiante do Salvador para ACORDAR! O perigo está próximo!

Valiosas lições e encorajamento podem ser aprendidos a partir do estudo de todas as mensagens às sete igrejas. No entanto, este artigo se concentrará exclusivamente nas mensagens para Filadélfia e Laodicéia. Elas são o aviso do Céu – e o convite – para os crentes de hoje.

A Igreja do Amor Fraternal

E ao anjo da igreja em Filadélfia escreve, ‘Estas coisas diz Aquele que é santo, Aquele que é verdadeiro, “AQUELE QUE TEM A CHAVE DE DAVI, AQUELE QUE ABRE E NINGUÉM FECHA, E FECHA E NINGUÉM ABRE”:

Eu conheço teus trabalhos. Veja, Eu pus diante de ti uma porta aberta, e ninguém pode fechá-la; porque tu tens uma pequena força, guardaste a Minha palavra e não negaste o Meu nome.

Na verdade, Eu farei os da sinagoga de Satanás, que dizem que são Judeus e não são, mas mentem – na verdade, Eu farei com que venham e adorem diante de teus pés, e saibam que Eu te amei.

Porque tu guardaste o Meu mandamento de perseverar, também Eu te guardarei da hora da provação que virá sobre o mundo inteiro, para provar os que habitam na terra.

Eis que Eu venho depressa! Guarda o que tu tens, para que ninguém tome a tua coroa.

Aquele que vencer, Eu o farei uma coluna no templo do meu Deus/Theos2, e ele não sairá mais. Eu escreverei nele o nome de Meu Deus/Theos e o nome da cidade do Meu Deus/Theos, a Nova Jerusalém, que desce do céu de Meu Deus/Theos. E escreverei nele Meu novo nome.

Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. (Apocalipse 3:7-13, tradução direta da NKJV)

A mensagem para a igreja de Filadélfia ganha vida quando alguns dos fatos e da história da cidade são conhecidos. Filadélfia estava em uma importante encruzilhada. A estrada imperial para Roma atravessava a cidade. Assim, como a nação de Israel antes dela, a cidade estava em um local ideal para a propagação do evangelho, pois as caravanas que passavam viajavam até o sul da África e até o norte da Europa.

Esta área da Ásia Menor é muito propensa a terremotos e, de fato, um terremoto devastou Filadélfia em 17 d.C. Por causa disso, técnicas de construção únicas e bastante avançadas foram usadas para garantir que os templos fossem construídos de forma a resistir o mais severo dos terremotos.

Um Pilar no Templo de Yah

As fundações [do templo] foram colocadas em leitos de carvão cobertos com lã de velo, o que fez com que a estrutura "flutuasse" no solo como uma jangada. Cada bloco era unido a outro por grampos de metal, de modo que a plataforma era uma unidade.

O templo seria a estrutura mais segura da cidade, portanto, a promessa de ser um pilar no templo de [Yahuwah] era de segurança e proteção. Pilares inscritos são encontrados em toda a Turquia do Mar Egeu. Um exemplo dramático é o templo de Zeus em Euromos com inscrições dedicatórias em dez dos onze pilares em pé. [Yahushua prometeu] escrever nomes divinos assim como seu novo nome naqueles “pilares” humanos que vencerem.3

Pilares ainda de pé da antiga Filadélfia

Pilares ainda de pé da antiga Filadélfia
Crédito da imagem: https://www.etbu.edu/php/theintersection/livingintheshadow/

A última geração é chamada a permanecer fiel por meio de eventos devastadores da terra. Sua lealdade será testada e sua fé provada em um grau que nenhum grupo anterior de pessoas jamais foi chamado a passar. Aqueles que permanecerem firmes serão honrados como “pilares” no templo de Yahuwah. Por toda a eternidade, o peso da evidência de que Yah é bom repousará sobre seu testemunho.

Um Novo Nome

Na verdade, a Filadélfia recebeu um novo nome duas vezes no primeiro século. Foi alterado pela primeira vez para Neocesaréia, ou “Nova Césartown”, após um terremoto devastador em 17 d.C. Tibério César financiou generosamente os esforços de restauração após o terremoto e a mudança de nome foi em gratidão por sua assistência. A segunda mudança de nome ocorreu quando o imperador, Vespasiano, enviou ajuda financeira após outra catástrofe.

Cada mudança de nome aconteceu para honrar e mostrar gratidão a alguém que havia prestado assistência. Uma das recompensas dadas à igreja de Filadélfia é ser inscrita com um novo nome. Aqueles que permanecerem fiéis a Yah até as cenas finais da história da Terra serão testemunhas vivas por toda a eternidade da bondade e justiça do governo divino. Eles serão honrados com o nome de Yahuwah e a Santa Jerusalém escritos sobre eles.

A igreja de Filadélfia é apropriadamente chamada. De todas as igrejas, elas honram mais a Yahuwah porque, em suas próprias vidas, a igreja de Filadélfia exemplifica a vida do Salvador. Quando um advogado perguntou a Yahushua, “Mestre, qual é o grande mandamento na lei?” (Mateus 22:36, KJV em português), Yahushua prontamente respondeu: “Tu amarás a Yahuwah teu Eloah de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de toda a tua mente. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo é semelhante a ele: Tu amarás o teu próximo como a ti mesmo. Desses dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.” (Mateus 22:37-40, KJV em português)

Amor. O amor é a base do governo de Yahuwah. O amor é Seu caráter, bem como Sua lei. João escreveu: “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.” (1 João 4:7-8, KJV em português) Nisto, os Filadelfianos brilham com uma luz celestial, sem paralelo em qualquer outra igreja. Na verdade, a própria palavra “Filadélfia” significa “amor fraternal.” Eles são a Igreja do Amor Fraternal. Eles amam muito porque foram muito perdoados. Isso faz com que eles reflitam a imagem de Yahushua em um grau não alcançado por nenhuma das outras igrejas.

 Anfiteatro da antiga Filadélfia

Anfiteatro da antiga Filadélfia
Crédito da imagem: Por Ken e Nyetta [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

A Igreja de Laodicéia

E ao anjo da igreja dos Laodicenses escreve, ‘Estas coisas diz o Amém, a Testemunha Fiel e Verdadeira, o Princípio da criação de Yahuwah:

Eu conheço as tuas obras, que não és frio nem quente. Eu poderia desejar que tu fosses frio ou quente.

Então, porque tu és morno, e não frio nem quente, Eu te vomitarei da Minha boca.

Porque tu dizes, ‘eu sou rico, fiquei cheio de riquezas e não preciso de nada’ - e não sabes que tu és destruído, miserável, pobre, cego e nu –

Eu aconselho-te que de Mim compres ouro refinado no fogo, para que tu possas ser rico; e vestes brancas, para que tu possas ser vestido, para que a vergonha de tua nudez não seja revelada; e unja os teus olhos com colírio, para que tu possas ver.

A quantos Eu amo, Eu repreendo e castigo. Portanto, sê zeloso e arrepende-te.

Eis que Eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, Eu entrarei nele e cearei com ele, e ele Comigo.

Àquele que vencer, Eu concederei que se sente Comigo no Meu trono, assim como Eu também venci e me sentei com Meu Pai no Seu trono.’ (Apocalipse 3:14-21, tradução direta da NKJV)

Em contraste com Filadélfia está a igreja de Laodicéia. Enquanto a igreja de Filadélfia recebeu apenas elogios, a igreja de Laodicéia não é elogiada de forma alguma. A condição espiritual dos Laodicenses é verdadeiramente deplorável a ponto de receberem apenas críticas!

Laodicéia

Laodicéia no Lico, Frígia, Turquia
Crédito da imagem: Por Carole Raddato de FRANKFURT, Alemanha  [CC BY-SA 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0)], via Wikimedia Commons

Ao profetizar sobre a missão do Messias, Isaías havia declarado: “Uma cana esmagada ele não quebrará, e o pavio que fumega ele não apagará; ele produzirá justiça conforme a verdade.” (Isaías 42:3, KJV em português) Yahushua se deleitava em encorajar outros. Suas palavras foram como uma bebida refrescante em uma terra seca e empoeirada. Ele sempre saiu de Seu caminho para encorajar e edificar verbalmente os outros. O fato de Sua mensagem a Laodicéia não conter nada além de críticas revela o perigo em que estão. Como uma mãe de fala mansa gritando, “Pare!” Para evitar que seu filho corra na frente de um caminhão, a dura denúncia de Yahushua a Laodicéia é projetada como um último esforço para acordá-los e salvá-los de um desastre iminente.

A Igreja de Laodicéia é conhecida como a igreja morna. Assim como a Filadélfia histórica, a cidade histórica de Laodicéia revela algumas coisas interessantes sobre a igreja da última geração:

Seis milhas ao norte de [Laodicéia] estavam as fontes termais (não potáveis) em Hierápolis, cujos penhascos calcários brancos eram visíveis à distância.

Para obter água potável, os Romanos construíram um aqueduto que se estendia cinco milhas ao sul até uma fonte abundante... A água fria da fonte se tornava morna ao passar pelos aquedutos para a cidade. A cidade estava estrategicamente localizada para a negociação e comércio e se tornou um importante centro bancário. Ela aceitou ajuda de Roma após terremotos anteriores.

No entanto, após o terremoto de 60 que devastou muitas cidades Asiáticas, apenas Laodicéia se recusou a aceitar ajuda financeira Romana porque ela era muito rica. Essa atitude de auto-satisfação material, “eu sou rica,” aparentemente também havia entrado na igreja. A cegueira espiritual da igreja era irônica porque uma famosa pomada para tratar doenças oculares foi produzida pela escola de medicina de lá.

A exortação a comprar roupas brancas para cobrir sua nudez vergonhosa é outro exemplo de ironia. Pois os crentes viviam em uma cidade onde os Romanos haviam estabelecido fábricas têxteis para fabricar roupas com a famosa lã negra da região.

(http://www.meandertravel.com/biblical_asia_minor/biblical_asia_minor.php?details=churchinlaodicea&m=3&md=sc3)

 

Aumento da Luz = Aumento da Complacência

A igreja de Laodicéia representa toda a Cristandade da última geração. Desde a Reforma Protestante do século XVI, a luz tem sido cada vez mais dada àqueles que estudam suas Bíblias. Cada igreja dentro do Protestantismo foi abençoada com verdades anteriores a mais do que os Cristãos tiveram durante a idade das trevas. Mesmo a Igreja Católica Romana, apesar de todo o seu apego à tradição, tem mais luz agora do que antes de Martinho Lutero.4

Com o aumento da luz, no entanto, não veio o aumento da devoção e fidelidade. Em vez disso, o aumento da luz trouxe consigo a complacência. Orgulho espiritual. Uma satisfação presunçosa de superioridade espiritual. Esta condição espiritual induz náusea na Testemunha Verdadeira.

Ó, os Laodicenses “falam a fala” muito bem, mas não “andam a caminhada.” Suas palavras são “quentes,” mas suas ações (que fluem do coração) são “frias.” Eles falham quando se trata de exemplificar verdadeiramente o caráter de Yahushua e refletir Sua imagem.

Os Laodicenses apontam para o quanto eles sabem hoje muito mais do que os Cristãos entendiam no passado, e isso lhes confirma sua superioridade. Eles podem até admitir ser Laodicenses. Sermões são ocasionalmente pregados sobre a condição de Laodicéia e como os Cristãos hoje são mornos. As pessoas sentam-se nos bancos, acenando com a cabeça, concordando que são mornas e por esse mesmo ato de reconhecimento, elas se consideram melhores do que outras que não admitem ser Laodicenses.

Laodicéia

É uma condição quase sem esperança. Os Laodicenses não são apenas “destruídos, e miseráveis, e pobres, e cegos e nus,” mas, pelo próprio ato de falar da boca para fora serem Laodicenses, eles são confirmados em suas próprias mentes como sendo “ricos e aumentados com bens, e [em] necessidade de nada.”

A verdade é que a igreja de Laodicéia representa todas as igrejas Cristãs de hoje. Nem uma única igreja ou denominação está isenta. Todas as igrejas, e todos os indivíduos, são Laodicenses porque todas as denominações hoje, sem exceção, estão satisfeitas com as verdades que possuem e não estão dispostas a dar um passo adiante e abraçar verdades mais avançadas.

pews

Todas as denominações Cristãs hoje são Laodiceanas porque cada uma delas, em uma área ou outra, rejeitou verdade e se recusou a avançar com a luz crescente que o Céu está brilhando no mundo hoje. Assim, o convite da Testemunha Verdadeira é estendido a todo Cristão hoje.

O Remédio Divino

Laodicenses são os piores das igrejas, mas o Salvador os ama e se compadece deles da mesma forma. Seu grande coração de amor anseia por eles e deseja que todos se arrependam e sejam salvos. Ele dá a mensagem consoladora: “A todos que Eu amo, Eu repreendo e castigo; sê zeloso, portanto, e arrepende-te.” (Apocalipse 3:19, KJV em português)

O Salvador está pronto e disposto a conceder tudo o que um Laodicense precisa para se arrepender e ser transformado:

Qualquer coisa que você precisar, Ele proverá! E com esses dons virá a percepção de quão desesperadamente somos necessitados em todas as áreas.

A Igreja de Laodicéia não tem qualidades ou características redentoras. Aqueles que se arrependem passam por uma transformação milagrosa quando eles atendem ao conselho da Testemunha Verdadeira. Laodicenses que se arrependem de seu orgulho espiritual satisfeito consigo mesmo, deixam Laodicéia e se tornam membros da Filadélfia, a igreja que reflete mais perfeitamente a imagem de Yahushua.

Este ato de deixar Laodicéia e ingressar na Filadélfia diferencia a geração final. Nenhum outro grupo de pessoas jamais foi chamado a se libertar de sua herança espiritual e dos laços que ligam a amigos e familiares a esse grau. Apocalipse 18 dá a ordem “Sai dela, Meu povo!” (Apocalipse 18:4, Bíblia de Genebra de 1599) Todo Laodicense arrependido obedecerá.

As Recompensas pela Fidelidade

Todo corpo religioso hoje é Laodicense. Cada um deles, em algum ponto ou outro, rejeitou luz que avança. Para atender ao conselho da Testemunha Verdadeira, será necessário fazer o que nenhum outro grupo fez antes: seguir o Cordeiro aonde quer que Ele vá, mesmo que seja para fora das igrejas e organizações denominacionais às quais você pertenceu toda a sua vida .

lendo a Bíblia

Não muitos vão fazer isso. A maioria das pessoas quer a afirmação de pertencer a um grupo de crentes que pensam da mesma forma. Elas não estão preparadas para defender sozinhos a verdade. Apenas um pequeno remanescente estará disposto a sacrificar literalmente tudo pela verdade.

Mas as recompensas que aguardam aqueles que o fazem são incompreensíveis!

O Apóstolo Paulo escreveu: “olho não viu, nem ouvido ouviu, tampouco entraram no coração do homem as coisas que Yahuwah preparou para aqueles que o amam.” (1 Coríntios 2:9, KJV em português) Embora esta promessa seja cumprida para todos os redimidos, ela será cumprida especialmente para os remanescentes que deixam Laodicéia e se transformam na imagem de Yahushua, unindo-se à Igreja do Amor Fraternal.

A Igreja de Laodicéia é a sétima igreja e sete recompensas aguardam aqueles que obedecerem à Testemunha Verdadeira e se arrependerem.

Cada uma das igrejas tem suas próprias recompensas especiais oferecidas ao vencedor, mas as recompensas oferecidas aos arrependidos de Laodicéia superam todas elas. Quando um Laodicense arrependido se junta a Filadélfia, a sexta igreja, as seis recompensas que aguardam os vencedores em Filadélfia são dele. Estas são:

  1. A sinagoga de Satanás adorará aos pés dos vencedores, reconhecendo que Yah os amou. (Veja Apocalipse 3:9.)
  2. Serem guardados da hora da tentação, que virá sobre todo o mundo. (Veja Apocalipse 3:10.)
  3. Ser feito um pilar no templo de Yahuwah e nunca ter que sair. (Veja Apocalipse 3:12.)
  4. Ter o nome de Yahuwah escrito nele. (Veja Apocalipse 3:12.)
  5. Ter o nome da Nova Jerusalém escrito nele. (Veja Apocalipse 3:12.)
  6. Ter o novo nome de Yahushua escrito nele, mostrando que ele é da família de Yahushua. (Veja Apocalipse 3:12.)

Para aqueles que se humilham e aceitam pela fé que a denúncia de Laodicéia descreve perfeitamente sua condição, mesmo que eles mesmos não possam vê-la, ainda há mais uma recompensa.

“Ao que vencer permitirei que assente comigo em meu trono, assim como Eu também venci e estou assentado com meu Pai em seu trono.” (Apocalipse 3:21, KJV em português)

Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros, últimos; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.


Mateus 20:16

Que recompensa! Compartilhar o status do trono com o Salvador! Como isso poderia ser?

Na parábola do lavrador que recompensou os trabalhadores da 11ª hora muito além daqueles que vieram antes, Yahushua explicou: “Assim os últimos serão primeiros, e os primeiros últimos: porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.” (Mateus 20:16) Em certo sentido, a geração final honra a Yahuwah mais do que qualquer outra que já existiu antes. A razão é simples: eles são a última geração. Eles são os mais distantes de Adão. Eles herdaram seis mil anos de tendências acumuladas para o mal e pela fé no Salvador e entrega total eles foram vencedores. O poder transformador do amor divino e redentor é mostrado em suas vidas e em sua salvação mais do que em qualquer geração anterior.

Como a geração final, os Laodicenses tinham a verdade acumulada dos últimos 6.000 anos, mas isso os levou a se entregar ao orgulho espiritual como qualquer geração anterior. Seus casos eram quase sem esperança... mas com Yahushua, sempre há esperança. Por Seu poder, Sua força e Seu amor, aqueles que se arrependeram receberam ainda mais luz, mostrando os erros aos quais se apegaram ignorantemente. Os vencedores de Laodicéia se humilham, se arrependem e, ao fazê-lo, silenciam as acusações que Satanás fez contra a lei de Yahuwah como nenhuma geração anterior jamais conseguiu.

Os arrependidos da sétima igreja são apenas um pequeno remanescente tirado do remanescente da última geração. No entanto, eles recebem uma recompensa diferente daquela oferecida a qualquer grupo anterior de vencedores. Além das seis recompensas dadas aos Filadelfianos, eles recebem o status do trono com Yahushua. E tudo porque, como o último, o pior dos piores, eles honraram mais a Yahuwah quando, apesar de sua fraqueza, cegueira e depravação herdada, eles se voltaram para o Salvador e, pela fé nEle, guardaram Sua lei, foram redimidos e santificados.

Os Laodicenses, como Maria, amarão muito porque eles muito foram perdoados. (Veja Lucas 7:36-50.) Eles entenderão como nenhuma geração anterior poderia, as profundezas de onde o amor redentor os retirou e a canção em seus lábios por toda a eternidade será glória ao Pai e gratidão ao Filho. É uma demonstração sem precedentes do amor e poder divinos levantar aqueles que estão tão afundados no pecado quanto a geração final para se sentar no trono do universo com o Próprio Salvador.

Este é o futuro que está sendo oferecido a você agora. Você não será capaz de ver sua verdadeira condição porque, como Laodicense, você está cego para ela. Mas aceite a palavra dAquele que não pode mentir. Aceite-a pela fé. Então, pela fé, estenda sua mão para agarrar a Dele.

light-of-scripture

Ele está de braços abertos esperando para recebê-lo. Ele o cobrirá com o ouro da fé; Ele o cobrirá com Sua própria justiça; e Ele aplicará colírio curativo em seus olhos. Você não vai confiar que Yahushua conhece você mais do que você pode conhecer a si mesmo, se arrepender e se libertar dos emaranhados de Laodicéia? Você não vai se juntar à Filadélfia hoje?

Uma eternidade de alegria, felicidade e honra incalculável aguardam todos os que aceitarem humildemente o pronunciamento de sua verdadeira condição espiritual, arrependerem-se e entrarem em Filadélfia, a Igreja do Amor Fraternal.

Grande Monarca da Criação, Criador e Sustentador de tudo, é pela fé que nós aceitamos que a descrição dos Laodicenses se aplica a nós individualmente de maneiras que nós não podemos, mesmo agora, compreender. Nós pedimos humildemente que aumente nossa fé. Por favor, dê-nos o ouro, provado no fogo; as vestes brancas da própria justiça do Salvador para cobrir nossa nudez; e colírio divino para que possamos perceber coisas maravilhosas da Tua lei. Transforma-nos à Tua imagem para que possamos, para sempre, ser testemunhas da Tua bondade, da Tua graça, do Teu poder e da Tua gentileza-amorosa para com os filhos dos homens. Em nome de nosso Salvador, Yahushua, nós pedimos isso e entregamos nossas almas a Sua guarda.

Amein.

amor fraternal


Nota: A palavra “igreja” não transmite com precisão o significado do Grego original, “Ekklesia.” Em todo o Novo Testamento, Ekklesia se refere aos Chamados Para Fora. Os verdadeiros seguidores de Yahushua são de fato os Chamados Para Fora das denominações e religiões organizadas da Babilônia caída. Quando o chamado para fugir da Babilônia for ouvido, ninguém deve retornar às igrejas e formas de religião Babilônicas.

1 Dicionário Merriam-Webster.

2 O nome de “Deus,” é claro, é Yahuwah. A repetição da frase “meu Deus” aqui, no entanto, é deliberada. Ela enfatiza que há apenas Um que é digno de adoração: o Criador de tudo. Como Paulo tão eloquentemente declarou: “Porque, ainda que haja os que são chamados deuses, quer no céu ou na terra (como há muitos deuses e muitos senhores), todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas, e nós nele; e um Senhor Yahushua, o ungido, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele.” (1 Coríntios 8:5-6, KJV em português)

3 http://www.meandertravel.com/biblical_asia_minor/biblical_asia_minor.php?details=churchinphiladelphia&m=3&md=sc3

4 Martinho Lutero se separou do Catolicismo por causa de uma diferença na crença de como uma pessoa é salva. Martinho Lutero acreditava que era pela graça através da fé somente. A Igreja Católica ensinou que a salvação é baseada em boas obras. Em 1999, a Igreja Católica Romana e a Federação Luterana Mundial assinaram um documento de 47 páginas intitulado “Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação.” Nele, eles reconciliaram suas diferentes visões sobre a salvação combinando a definição: “Juntos confessamos: Pela graça somente, na fé na obra salvadora de Cristo e não por qualquer mérito de nossa parte, somos aceitos por Deus e recebemos o Espírito Santo, que renova nossos corações enquanto nos equipa e nos chama para boas obras.” http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/documents/rc_pc_chrstuni_doc_31101999_cath-luth-annex_en.html